A MAPA, realizada num período de 24 horas, sem interferência direta do observador e do meio, permite a avaliação mais precisa dos níveis tensionais, registro das variações da PA durante o dia e avaliação das amplitudes do ritmo diário de cada paciente. É considerado, portanto, o método mais eficaz na identificação e acompanhamento de pacientes hipertensos, respeitadas as suas indicações e limitações, já que habitualmente o diagnóstico e o acompanhamento dos hipertensos devem ser feitos através da medida de PA de consultório.

 

Principais indicações:

 

A MAPA pode ser utilizada com três enfoques distintos:

Diagnóstico HA do jaleco branco HA resistente
HA episódica HA limítrofe
Normotensos com lesões de órgãos alvo
Terapêutica Avaliar terapêutica anti-hipertensiva (ajuste ao ritmo diurno-noturno, avaliação de hipotensão sintomática, etc)
Prognóstico Desenvolvimento de lesões de órgãos-alvo

 

 

Principais limitações:

  • Arritmias cardíacas
  • Hipercinesia
  • Grandes obesos
  • Hiato auscultatório (aparelhos do tipo auscultatório)

 

Principais vantagens:

  • Obtenção de múltiplas medidas nas 24 horas
  • Avaliação da PA durante as atividades cotidianas e durante o sono
  • Avaliação das médias da PA na vigília, sono e 24 horas e respectivas cargas pressóricas*
  • Avaliação do efeito anti-hipertensivo nas 24 horas, permitindo ajuste terapêutico em função da variação da pressão nas 24 horas.
  • Avaliação de marcadores de prognóstico: descenso noturno e pressão de pulso

 

Referências:

Mion Jr, D. et al. Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial. Atheneu: São Paulo, 2.ed, 1998.

IV Diretrizes para o uso da MAPA. II Diretrizes para o uso da MRPA. Arq. Bras. Cardiol 2005; 85(1), supl. II: 5-18.

O'Brien E et al. European Society of Hypertension Working Group on Blood Pressure Monitoring. Practice guidelines of the European Society of Hypertension for clinic, ambulatory and self blood pressure measurement. J Hypertens 2005; 23(4): 697-701.

UFRJ ProHArt - Programa de Hipertensão Arterial
Desenvolvido por: TIC/UFRJ