Medida de VOP para estabelecer o grau de rigidez arterial apresentada na população de hipertensos resistente.

 

Objetivos:

  • Correlacionar os parâmetros das medidas de VOP com a estratificação do risco cardiovascular tradicional e a presença de marcadores clássicos de prognóstico em hipertensos: hipertrofia ventricular esquerda (HVE) e microalbuminúria.
  • Estimar o valor preditivo da VOP na avaliação do risco cardiovascular.
  • Comparar as medidas de VOP em diferentes equipamentos: Sphygmocor, Complior e Mobil-O-Graph.

 

Período: Projeto em andamento com início em março/2006.

 

Financiamento: Petrobrás / FINEP e FAPERJ.. Suporte Cardios – Brasil.

 

Teses de mestrado:

  • Dr. Carlos Henrique Fernandes Castelpoggi – concluída
  • Dr. Christian Nejm Roderjan
  • Dr. Victor Côrtes Pourchet de Carvalho

 

Artigos publicados pelo grupo sobre o assunto:

  • Castelpoggi CH, Pereira VS, Fiszman R, Cardoso CR, Muxfeldt ES, Salles GF. A blunted decrease in nocturnal blood pressure is independently associated with increased aortic stiffness in patients with resistant hypertension. Hypertens Res. 2009 Jul;32(7):591-6. Epub 2009 May 15.
  • Muxfeldt ES, Fiszman R, Castelpoggi CH, Salles GF. Ambulatory arterial stiffness index or pulse pressure: which correlates better with arterial stiffness in resistant hypertension? Hypertens Res. 2008 Apr;31(4):607-13.
UFRJ ProHArt - Programa de Hipertensão Arterial
Desenvolvido por: TIC/UFRJ